EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Murang’a 2: Conferência Internacional da Familia Consolata

(Publicado em: 14/06/2022)

Decorre entre os dias 13 e 16 de junho uma conferência internacional que reúne online mais de 600 inscritos da família Consolata (padres, irmãos, irmãs, noviços, noviças, leigos e leigas). Este mega-encontro tem por objetivo atualizar o carisma ad gentes, resgatando os princípios da histórica Conferência de Murang’a, realizada em 1904 no Quénia, país africano que recebeu os primeiros missionários enviados pelo fundador, o Beato Allamano. Acompanhe aqui uma síntese diária dos trabalhos deste grande encontro missionário.

 

Dia 1 (13 de junho 2022)
Se as Conferências de Murang’a de 1904 contaram com a participação de 10 missionários reunidos em Fort Hall, hoje, 13 de junho de 2022, a Conferência Internacional da Família Consolata Murang’a 2 começou com 656 participantes inscritos, incluindo IMCs, MCs e LMCs, pertencentes a quatro continentes e reunidos online através da plataforma Zoom, com tradução em cinco línguas.
A extraordinariedade do evento é sublinhada na abertura pela Ir. Simona Brambilla e pelo P. Stefano Camerlengo, que, para além de darem as boas-vindas a todos, recordam as motivações que estão na origem deste momento familiar: pararmos juntos para refletir e dialogar serenamente, reconhecer o chão e a metodologia comuns e enriquecer o carisma à luz do presente e tendo em vista o futuro.

 

P. Piero Trabucco, e a Ir. Renata Conti, primeiros oradores do dia de hoje, que tem como tema O CARISMA, ilustram-nos, de forma muito resumida (devido ao pouco tempo disponível), qual foi a inspiração do Fundador e o desenvolvimento subsequente, respetivamente para IMC e MC.
P. Piero afirma a necessidade de identificar prioridades, que reconhece antes de mais no seguimento de Cristo, na importância da santidade, o que significa também fazer o bem, bem feito e ser perseverantes e fiéis na vida quotidiana. A Ir. Renata percorre de forma resumida a linha de desenvolvimento que parte da experiência mística original do Beato Allamano, até aos elementos carismáticos que se tornaram explícitos desde então, através da experiência e testemunho de vida de pessoas concretas em contacto com o Fundador. Voltam palavras como: vontade salvífica, consolação, espírito de família, oferecimento de si mesmo, anúncio, inculturação, entrega.

 

Seguem-se depois intervenções retiradas da síntese continental elaborada pelos Leigos MC da América, que apresentam sobretudo o “estilo” missionário consolatino que anima a vida e testemunho que os Leigos oferecem nos mais diversos contextos que eles habitam por vocação: abertura ao ad gentes e ad vitam, dimensão mariana e allamaniana, espírito de família, atenção às periferias existenciais, alegria na coerência, abertura à interculturalidade e compromisso com a justiça como desafio próprio de um continente, com os limites e possibilidades típicos da identidade laical. Com uma expectativa para este encontro: delinear uma metodologia a ser aplicada hoje, num mundo globalizado e aparentemente distraído, mas em busca de consolação e libertação.

 

Na segunda parte do encontro, o P. Pedro Louro, o “técnico oficial” desta Conferência, lança os grupos de trabalho, organizados por idiomas e com um número médio de 15 pessoas, sempre bem misturados. Na hora dedicada aos trabalhos de grupos, fomos desafiados a apresentar propostas concretas para manter o nosso Carisma vivo e atual, e procurar torná-lo significativo hoje. Veremos as sínteses do trabalho dos grupos, mas a participação, a abertura e a experiência partilhada dão-nos esperança.

 

Um agradecimento especial às irmãs e irmãos da Comissão Preparatória da Conferência pelo grande esforço de organização, que agora mesmo já nos parece ser um grande sucesso.

 

Texto: Assessoria de Comunicação – Murang’a 2