EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Missionários lançam campanha para apoiar mães em Madagáscar

(Publicado em: 19/12/2021)

Projeto ‘Mães coragem!’ visa satisfazer as necessidades básicas de jovens mães e seus filhos, assegurar a sua sobrevivência e construir um futuro melhor para estas mulheres e suas crianças, num dos países mais pobres do mundo – Madagáscar.

 

Três Missionários da Consolata vivem desde 2018 na missão de Beandrarezona, no norte de Madagáscar, uma região onde a maioria das pessoas sofre com a pobreza extrema, com menos de 1,90 dólares por dia. O grupo étnico dominante na região de Beandrarezona são os Tsimihety, que são predominantemente agricultores de pequena escala. Para fazer face às dificuldades, os Missionários da Consolata pretendem desenvolver um projeto para apoiar estas jovens mulheres, que vivem sem as mínimas condições de sobrevivência. O objetivo é contribuir para que estas mães se possam sustentar a si e às suas crianças.

 

Através do projeto ‘Mães Coragem!’ pretende-se garantir formação profissional em empreendedorismo, microprojetos e competências de gestão de pequenas empresas. As mães serão também formadas como costureiras, cozinheiras, cabeleireiras, e no campo da alimentação e nutrição saudável. O padre Kizito Mukalazi, responsável pelo projeto ‘Mães Coragem!’, justifica o nascimento da iniciativa. “O amor de Deus impele-nos sempre a caminhar para as periferias do nosso tempo, para levar Jesus, a verdadeira consolação, aos menos privilegiados, especialmente às jovens mães e aos seus filhos que não têm voz.”

 

A miséria é um fator que induziu muitas destas jovens a envolverem-se em relações com homens mais velhos desde cedo. Os pais casam voluntariamente as suas filhas, enquanto crianças, para aumentar a renda familiar, procurando que se casem com homens ricos, normalmente muito mais velhos. Muitas destas relações dão origem a gravidezes indesejadas. Muitas meninas tornam-se mães entre os 14 e os 17 anos. As relações não duram muito tempo e terminam com a separação. Estas mulheres sofrem discriminação social da parte dos seus familiares. Os filhos das ‘Mães Coragem!’ enfrentam um grande risco, que inclui negligência, abuso, desnutrição e más condições de saúde, porque as suas mães não têm autonomia económica para lhes prestar cuidados.

 

O sonho dos missionários de dar esperança e coragem às jovens mães que moram nos arredores de Beandrarezona já começou. Rasoamalala, que pertence a uma família pobre de 12 filhos, é uma das pessoas apoiada pelo projeto ‘Mães Coragem!’, e é um exemplo para as mães jovens. Aos 14 anos conheceu um homem com 29 anos, que lhe prometeu uma vida melhor. Devido à pobreza, ela aceitou, e depois de engravidar, o homem abandonou-a. Rasoamalala começou a enfrentar os desafios da vida real desde muito jovem, e sem nenhuma profissão nem modo para se sustentar. Decidiu procurar uma vida melhor numa cidade longe de sua casa, mas sem sucesso. No entanto, quando regressou à aldeia, uma ONG local tinha iniciado um programa de empreendedorismo, microprojetos e competências em gestão de pequenos negócios. Inscreveu-se nesse programa em 2015, e no ano seguinte obteve um pequeno empréstimo e abriu a sua própria mercearia. Usando as técnicas básicas de gestão e empreendedorismo que adquiriu no programa, o seu negócio tem crescido continuamente. Ela agora consegue responder às suas necessidades e ajudar os seus pais.

 

Com o projeto “Mães Coragem!”, os missionários da Consolata em Portugal associam-se aos missionários em Madagáscar para apoiar as mães de Beandrarezona. A campanha vai ajudar jovens mães e seus filhos a ter uma vida digna. Todos são convidados a unirem-se a esta causa nobre.

 

Texto: Simão Pedro