Missionário da Consolata português nomeado bispo de Tete
22/03/2019
O Papa Francisco nomeou nesta sexta-feira, 22 de março, o padre Diamantino Antunes bispo da diocese de Tete, em Moçambique
A ordenação episcopal está marcada para dia 12 de maio, em Tete, Moçambique

O missionário da Consolata português padre Diamantino Guapo Antunes, acaba de ser nomeado, esta sexta-feira, 22 de março, pelo Papa Francisco, bispo da diocese de Tete, em Moçambique.

O padre Diamantino Guapo Antunes tem 52 anos e nasceu a 30 de novembro de 1966, em Albergaria dos Doze, freguesia do concelho de Pombal, distrito e diocese de Leiria. Atualmente exercia exercia o cargo de superior regional dos Missionário da Consolata (IMC) em Moçambique e Angola.

O agora nomeado bispo de Tete esteve recentemente de férias em Portugal, com uma agenda bastante preenchida no que toca a entrevistas aos media, tertúlias e testemunhos missionários sobre a missão em Moçambique. Participou também na Peregrinação da Família Missionária da Consolata a Fátima, que este ano assinalou os 75 anos de presença dos Missionários da Consolata em Portugal. O padre Diamantino passa a ser o primeiro missionário da Consolata português nomeado bispo.

 

Um longo percurso missionário

Diamantino Antunes ingressou adolescente no seminário menor dos Missionários da Consolata, em Fátima, no final da década de 1970, prosseguindo depois os estudos do secundário no Rossio ao Sul do Tejo, em Abrantes; seguiu-se depois a Universidade Católica, em Lisboa, onde estudou Filosofia (1985-1988).

Após o ano de Noviciado, em Vittorio Veneto (Treviso, Itália), professou como Missionário da Consolata e foi destinado à comunidade do Seminário Teológico Internacional de Bravetta, em Roma, fazendo os estudos de teologia na Universidade Pontifícia Urbaniana (1989-1992).

Fez a Profissão Perpétua em 19 de setembro de 1993, em Maira (Moçambique) e, a 5 de dezembro do mesmo ano foi ordenado Diácono, pelas mãos de Luis Gonzaga Fereira da Silva sj, Bispo de Lichinga. Após a ordenação presbiteral, que teve lugar em Fátima, em 30 de julho de 1994, voltou a Roma, para se especializar em Teologia Dogmática, na Universidade Pontifícia Gregoriana, obtendo a Licenciatura e o Doutoramento em 1999, com a tese: "O Concilio Vaticano II e o contributo do Episcopado de África e Madagáscar para a Teologia da lgreja local/particular e a sua receção em alguns Sínodos dos Bispos" (Obra publicada em 2001).

Após a conclusão do doutoramento, foi colocado na Província Eclesiástica de Moçambique, onde viveu os primeiros anos do seu ministério pastoral, prestando serviço na Diocese de Lichinga, primeiro como superior local e pároco da Paróquia de Santa Teresa do Menino Jesus, em Mepanhira (1999-2002), depois como superior local e pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Mecanhelas (2000-2005) e da Paróquia de Santa Maria Mãe de Deus de Entre-Lagos (2002-2005). Sucessivamente, na Diocese de Inhambane, foi superior e pároco da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus em Nova Mambone (2005-2007) e ,depois, da Paróquia de Santa lsabel en Guiua, onde era também responsável do Centro Catequético (2001-2014). Contemporaneamente foi nomeado Vigário Episcopal para a Pastoral da Diocese de Inhambane (2007-2014).

Depois de ter sido Conselheiro Provincial, por um mandato, dos Missionários da Consolata em Moçambique (2005-2008), em 0B de julho de 2014 foi eleito Superior Regional do IMC naquele país africano e, mais tarde, também de Angola. Foi ainda postulador da causa de beatificação dos Catequistas Mártires do Guiua.

Nomeado agora bispo pelo Papa Francisco, Diamantino Antunes será o novo bispo de Tete, uma das maiores dioceses de Moçambique.

 

Reações à nomeação

Padre Eugénio Butti, superior regional do IMC em Portugal, já reagiu a esta nomeação através de uma mensagem partilhada com os confrades da congregação: “Demos graças ao Senhor por esta noticia que alegra a todos nós. Um grande fruto para a Igreja, a ocorrer neste 75º aniversário da presença do IMC em Portugal. Seja louvado o Senhor por esta graça”.

Leia AQUI o Comunicado da Santa Sé

Albino Brás

 

Actualização desta notícia:

A ordenação episcopal (e tomada de posse como bispo de Tete) de D. Diamantino Guapo Antunes está marcada para o próximo dia 12 de maio, Domingo do Bom Pastor, em Tete, Moçambique, numa celebração que terá inicio pelas 8h00 e que será presidida por D. Inácio Saúre, arcebispo de Nampula e, tal como D. Diamantino, também ele missionário da Consolata. D. Inácio esteve à frente da diocese de Tete entre 2011 e 2017.