Irmãs do Bom Pastor acolhem Curso ESPERE
10/11/2018
17 Irmãs do Bom Pastor a residir em Portugal, estiveram reunidas em Fátima para fazerem o curso das Escolas de Perdão e Reconciliação (ESPERE), e descobrem que a proposta e conteúdos deste curso sintonizam com o carisma da congregação.

A casa das Irmãs do Bom Pastor, em Fátima, acolheu entre os dias 5 e 7 de novembro os membros da Direção Regional (superiora provincial e respetivo conselho regional), assim como a ecónoma e as coordenadoras das 12 comunidades que esta ordem religiosa tem em Portugal continental e Açores, para fazerem o curso das Escolas de Perdão e Reconciliação (ESPERE).


«Este curso ajudou-me a aprofundar estas temáticas do perdão, da misericórdia, da reconciliação, para melhor viver», disse a irmã Maria Gabriela na avaliação final. Ela considera que os temas e conteúdos ali tratados foram «importantes, pertinentes, oportunos», a metodologia foi «inovadora». E as dinâmicas «muito criativas», acrescentou.  «Gostei do processo, do trabalho de grupos, das dinâmicas, do ambiente sereno e fraternal, da liturgia e celebrações, do dinamismo do padre Albino e da Isabel», concluiu, fazendo uma referência aos dois facilitadores da equipa ESPERE que se deslocaram de Lisboa a Fátima para ministrar este curso.


Já a irmã Maria de Fátima, superiora provincial, - que teve a iniciativa de pedir à coordenação das ESPERE este curso para a sua congregação -, faz votos de que estes cursos ESPERE continuem «a ajudar muitas pessoas a viver profundamente a dinâmica do perdão e da reconciliação», e sublinha que tudo isto veio muito ao encontro do seu carisma, que tem como pilares «a compaixão, a misericórdia, a reconciliação».


Outros pontos que surgiram nas avaliações das participantes, apontam para o impacto desta ação de transformação pessoal, comunitária e social: «As intervenções superaram as expectativas»; «O Curso mexeu comigo»; «É uma ação que ganha todo o sentido numa sociedade com tanta fome e sede de justiça e de bem»; «Quem dera que todas as irmãs pudessem fazer este curso», partilharam.


Este, é o primeiro Curso ESPERE a ser feito integralmente para membros de uma congregação religiosa. Os que foram feitos até agora, na região de Lisboa e do Porto, foram feitos em ambiente paroquial e outros para quem se quis inscrever.

Portugal, pioneiro na Europa
As ESPERE foram fundadas em 2003, em Bogotá, Colômbia, pelo padre Leonel Narváez, missionário da Consolata. Portugal foi o primeiro país da Europa a acolher o projeto, em 2013, por iniciativa do atual coordenador nacional, padre Albino Brás, também ele missionário da Consolata, contando com o apoio e parceria desta congregação religiosa.


Até ao momento presente já foram realizados nove cursos, com cerca de 130 participantes finalistas. A equipa nacional é composta por 11 facilitadores ou formadores, organizados em dois núcleos: Lisboa e Porto. E integra a Rede Internacional ESPERE, uma rede em franco crescimento, estando presente já em cerca de 20 países.

AMLB