África: Consolata reúne em Assembleia
11/01/2018
Assembleia do Instituto Missionário da Consolata em África reúne em Bunju, na Tanzânia

A Assembleia do Instituto Missionário da Consolata em África reúne de 9 a 15 de janeiro em Bunju, a 25 quilómetros de Dar es Salaam, capital da Tanzânia. Nesta assembleia participam 37 missionários em representação da Direção Geral e dos países onde a Consolata está presente: Quénia, Uganda, Etiópia, Tanzânia, Moçambique, África do Sul, República Democrática do Congo, Costa do Marfim e Angola.

O objetivo é estudar formas de colocar em prática, no Continente africano, as decisões do XIII Capítulo Geral e as deliberações do Projeto Missionário Continental.

Revitalização e reestruturação são duas palavras-chave nesse processo iniciado em 2015. As reflexões levam em consideração a pessoa do missionário, as comunidades, as circunscrições (Região e Delegação) e a Continentalidade.

Fundado em Itália, em 1901, pelo Beato José Allamano, o Instituto Missõionário Consolata conta hoje com 982 missionários (padres e irmãos) presentes em 22 países de quatro continentes.

Em África, os missionários enviados pelo Allamano chegaram primeiro ao Quénia (1902), seguindo-se a Etiópia (1913), Tanzânia (1919), Moçambique (1925), África do Sul (1971), Congo (1972), Uganda (1985), Costa do Marfim (1996) e Angola (2014).

Jaime Patias

Missionário da Consolata