Morada
Rua Francisco Marto, 52 2495-557 Fatima, Portugal
Contatos
249 539 460
249 539 430

Foi em Fátima que os Missionários da Consolata iniciaram os seus passos em Portugal

A Consolata em Portugal teve início, precisamente em Fátima, por obra do padre João De Marchi, em 1943. Logo em 1944, o padre De Marchi acolheu os primeiros candidatos a missionários. O seminário funcionava em vários locais cedidos por benfeitores. A primeira benfeitora insigne foi a professora Dona Soledade de Freitas, que colaborou com o padre De Marchi no ensino aos seminaristas e na escrita de livros que o padre De Marchi decidiu publicar sobre as aparições de Fátima.

Em Fátima desde 1943, os Missionários da Consolata lançaram as bases para um trabalho que, três quartos de século depois se apresenta com uma grande solidez.  

Bem depressa o padre De Marchi se lançou na empresa de comprar um terreno para aí construir um verdadeiro edifício que albergasse todas as vocações que começavam a surgir. Com ajuda de benfeitores e dos missionários que entretanto vieram de Itália, a obra foi crescendo. Construída por fases, foi inaugurada em 1950 e tornou-se o local de formação dos novos missionários que hoje se encontram espalhados por Portugal e por vários países de missão.

Em 1955, nasceu a revista Fátima Missionária, que se tornou o órgão oficial da Consolata em Portugal para fazer conhecer o trabalho missionário e formar a consciência missionária do povo português. Chegando a atingir uma tiragem de 35 mil exemplares, hoje ainda sai com cerca de 20 mil.

No cinquentenário das aparições (1967) foi construído um hotel ao lado do seminário para dar hospitalidade aos numerosos peregrinos que sobretudo vinham de Itália, mas também de outros países da Europa. Anexo ao hotel há um setor de artigos religiosos.

Em 1991 abriu ao público o Museu de Arte Sacra e Etnologia que apresenta uma valiosa coleção de objetos de arte sacra portuguesa e de numerosos objetos de carácter etnográfico provenientes dos diversos países de missão onde atuam os missionários da Consolata. O museu conta ainda com capela, sala de exposições temporárias, salas de reuniões, centro de conferências e auditório para 210 pessoas.